14/10/2021

O artista brasileiro Alejandro Ahmed apresenta ao público, na próxima terça-feira, 19 de outubro, às 19h30, um dos seus mais recentes trabalhos, “Z”. Uma partitura performativa – ou uma performance com música dentro –, para ver na CRL – Central Elétrica, espaço apoiado pelo Criatório. A entrada é livre, mediante reserva antecipada.


O mote surge do encontro entre o corpo, a música e o movimento potenciado por esse contacto. “Z”, peça de 2018 que Alejandro Ahmed apresenta no Porto, é uma performance onde o corpo serve como motor da criação de um ecossistema novo, onde a dança e a música são sobrepostas e moduladas pelo corpo.


No espetáculo, um não existe sem o outro. O corpo não existe sem o som. O som, sem o movimento, perde a sua força intrínseca. Os dois elementos são indissociáveis no ambiente que se cria em cena.


Um local que se transforma num labirinto melódico e ritualístico, guiado por uma guitarra que evoca a voz, a respiração, a forma e a palavra sem memória. Uma encruzilhada de signos no mesmo espaço.



O espetáculo será apresentado, em data única, na próxima terça-feira, 19 de outubro, às 19h30, na CRL – Central Elétrica (R. do Freixo 1071). O acesso ao espetáculo é gratuito, mas requer reserva antecipada através do link https://bit.ly/2WwXicM


Nos dias seguintes, entre 20 e 22 de outubro, o artista orienta um workshop sobre “Dramaturgia Cinética e Dança”, partilhando a experiência prática dos modos de criar o seu trabalho, através do exemplo concreto do trabalho desenvolvido na companhia que dirige.


A formação decorre das 19h00 às 22h00 e as inscrições estão ainda abertas, com um custo de 30 euros (devem ser feitas para o endereço c.santos@circolando.com).

 

Apoio do Criatório

Alejandro Ahmed é coreógrafo e diretor artístico do Cena 11 Cia. de Dança, com base em Santa Catarina, no Brasil.


O seu trabalho centra-se nas definições de novos conceitos para a coreografia, potenciando a reflexão sobre a imaterialidade da coreografia e a dança generativa. Estes são temas presentes nos trabalhos desenvolvidos entre 1994 e 2018.



A apresentação deste espetáculo marca um dos pontos de trabalho do artista na CRL – Central Elétrica, no Porto.


Nos últimos dois meses, e com o apoio das Bolsas InResidence, Ahmed desenvolveu neste local uma intensa pesquisa para o seu trabalho, potenciando o aprofundamento de novos conceitos e novas linguagens.


Este é, de resto, um dos pressupostos da CRL – Central Elétrica, a de potenciar a criação e contacto com artistas nacionais e internacionais, consagrados e emergentes. É uma das entidades que conta com o apoio do Criatório, programa de apoio cultural da Câmara Municipal do Porto.

Ver também
Notícias