14/11/2022

Nan Goldin, cineasta e fotógrafa norte-americana, está em destaque na 12.ª edição do Multiplex, festival de cinema da Universidade Lusófona do Porto realizado anualmente pelos alunos finalistas do Curso de Comunicação Audiovisual e Multimédia, numa parceria com o Teatro Municipal do Porto (TMP). Enquadrado neste ciclo, será atribuído o Doutoramento Honoris Causa.


O festival Multiplex irá acolher um ciclo retrospetivo da obra seminal da cineasta e fotógrafa norte-americana, nos dias 29 e 30 de novembro. No Pequeno Auditório do Teatro Municipal Rivoli serão exibidos alguns dos principais trabalhos fotográficos e filmes de Nan Goldin, como “Fire Leap” (2011, 9’17), “The Ballad of Sexual Dependence” (1985, 41’38), Sirens (2019-2020, 15’12), “The Other Side” (1994-2019, 16’46) e “Memory Lost” (2019-2021, 24’20). A entrada para as sessões de cinema é gratuita, mediante levantamento de bilhete no próprio dia, no Teatro Rivoli.


Ainda no âmbito do Multiplex, a fotógrafa e cineasta norte-americana receberá o título “Honoris Causa” no âmbito do Doutoramento em Comunicação e Ativismos da Universidade Lusófona, a 28 de novembro. A cerimónia terá lugar às 17h00 na Universidade Lusófona do Porto.


Depois de Agnès Varda, Victor Erice, Manoel de Oliveira, José Luis Guerín, Pedro Costa, Boris Lehman, Renato Berta, Bette Gordon e Julio Bressane como convidados das edições anteriores, o programa da 12.ª edição do Multiplex irá contemplar ainda a realização de uma masterclass com Nan Goldin, dia 29 de novembro, às 15h00, também na sede da Lusófona. A entrada é livre, mas sujeita à lotação da sala.



O corpo artístico de Nan Goldin é autobiográfico, faz parte da sua vida e representa fragmentos vividos de e com os seus amigos e família. É também o reflexo das vivências sociais da própria autora, também ela ativista dos direitos humanos. O seu trabalho espelha momentos do quotidiano e de vulnerabilidade física, emocional e sexual, com abordagens às subculturas das comunidades homossexuais e LGBTQI+, à crise dos opiáceos, consumo de heroína, prostituição e crise do HIV nas grandes cidades.


O seu vasto trabalho está representado em coleções de museus como o Museum of Modern Art e o Metropolitan Museum em Nova Iorque, o Museum of Contemporary Art e o Getty de Los Angeles, o Art Institut de Chicago, a National Gallery em Camberra, a Tate Modern em Londres ou no Centre Georges Pompidou, em Paris.



Programa:


28 de novembro (segunda-feira)

17h00 – Cerimónia de Doutoramento Honoris Causa na Universidade Lusófona do Porto (sujeito a convite)


29 de novembro (terça-feira)

15h00 – Masterclass na Universidade Lusófona do Porto (entrada livre mediante a lotação da sala)

18h00 – Fire Leap (2011, 9’17) + The Ballad of Sexual Dependency (1985, 41’38) - Pequeno Auditório do Teatro Rivoli


30 de novembro (quarta-feira)

18h00 – Sirens (2019-2020, 15’12) + The Other Side (1994-2019, 16’46) + Memory Lost (2019-2021, 24’20) - Pequeno Auditório do Teatro Rivoli


Mais informações em www.ulp.pt


Texto: Sara Oliveira

Ver também
Notícias