06/04/2021

Já são conhecidos os primeiros projetos selecionados no âmbito da edição de 2021 do Shuttle, programa municipal de apoio à internacionalização artística. O júri – composto por Luís Albuquerque Pinho, Mara Andrade e Marta Ângela – elegeu oito propostas, enquadradas nas quatro áreas abrangidas pelo programa.


Assim, nas secção de Artes Visuais e Curadoria, foram escolhidos “LEONORANA, “Environments” — CCA-NTU Singapore” de Isabel Carvalho, “Aleixo Memorabilia” de Paulo Moreira e “Bande à Part 2 — Arte, Cidade e Paisagem” de Nuno Brandão. Esta última proposta inscreve-se também na área da Tradução e Criação Literária e Ensaística, na qual será ainda apoiado o projeto “Venus flytrap - uma re-investida” de Odete.


Já na área Performance e Composição Musical serão apoiados os projetos “2182 kHz” de Francisca Gonçalves, “Iterative Cast” de Gaspar Cohen e “Jonathan Saldanha | HHY | Lithium” de Jonathan Saldanha.


Finalmente, nas Artes Performativas, foi selecionado “Pin Dor Ama: Primeira Lição” de Dori Nigro e Paulo Pinto.


Na reunião de 5 de abril do Executivo Municipal, foi então aprovado o apoio a estes projetos, selecionados entre as 20 candidaturas submetidas na primeira fase do programa, terminada no passado 5 de fevereiro.



Mais duas fases de candidatura este ano


Integrado na plataforma Pláka, o Shuttle visa apoiar a internacionalização de projetos criados e desenvolvidos por artistas e agentes culturais sediados na cidade do Porto, através de bolsas que variam entre os 1500 e os 7500 euros. Nesta quarta edição, conta com um orçamento total superior ao dos anos anteriores – 75 mil euros – e tem o concurso aberto em permanência até outubro.


A segunda fase de candidaturas decorre até 4 de junho, seguindo-se uma terceira e última fase com término a 1 de outubro. O regulamento e respetivos requisitos para a participação estão disponíveis na página do Shuttle


Aí podem também consultar os 40 projetos apoiados pelo programa desde a sua criação, em 2018.

Galeria
Item 1 de 2
Ver também
Notícias