Salgueiros reforça alma do clube com abertura da Casa da Formação em Paranhos
13-09-2020
Em clima de festa, o Sport Comércio e Salgueiros inaugurou, este sábado, a sua nova Casa da Formação, um espaço junto à sede social do clube, em Paranhos, que pretende apoiar os cerca de 400 atletas do histórico emblema portuense, mas que também vai estar aberto à comunidade local.
O enorme mural desenhado pelo artista Contra na fachada do edifício, onde o clube presta homenagem a dois dos seus mais carismáticos jogadores - o ex-capitão Jorginho e o antigo internacional Ricardo Sá Pinto - resume bem a importância que o Salgueiros deposita na sua formação.

Foi uma aposta que nunca esmoreceu, mas que dá agora mais um passo sustentado, com a inauguração da Casa da Formação, que vai servir de apoio às camadas mais jovens do emblema de Paranhos - num total de cerca de 400 atletas - mas que também não vai esquecer a comunidade onde o clube está inserido.

A inauguração decorreu ontem, numa cerimónia que juntou várias figuras ilustres do Sport Comércio e Salgueiros e que fazem parte da história do centenário clube, fundado a 8 de dezembro de 1911.

Ricardo Sá Pinto, futebolista formado no clube e o seu o mais internacional jogador de sempre, foi um dos que não faltou à chamada: "Estou eternamente grato ao Salgueiros. Foi nesta casa onde aprendi o que era ser um jogador profissional de futebol e de onde tirei lições para o resto da minha vida. Lições de dedicação, de superação e de sacrifício que me deram a alma que só este clube sabe ensinar".

A cerimónia contou também com a presença de Hélder Postiga, diretor da Federação Portuguesa de Futebol, José Neves, presidente da Associação de Futebol do Porto, Alberto Machado, presidente da Junta de Freguesia de Paranhos, e de Catarina Araújo, em representação da Câmara Municipal do Porto.

A vereadora do Pelouro da Juventude e Desporto da autarquia recordou que o Salgueiros "é um histórico da cidade e do futebol português, um exemplo de resistência que a todos nos deve inspirar", já que, mesmo apesar de todas vicissitudes, "nunca abandonou a sua formação. Fez, aliás, da formação, um dos seus pilares fundamentais, construindo um projeto de excelência a partir dos seus escalões juvenis e cujos frutos estão hoje à vista de todos".

A Direção liderada por Gil Almeida fez, de resto, questão de agradecer o importante papel desempenhado pela autarquia neste projeto, lembrando que "estas instalações (onde também funciona a sede social do clube) foram cedidas pela Câmara do Porto há cinco anos". 

Entretanto intervencionado, o espaço junta agora esta nova valência, proporcionando aos cerca de 400 jovens que integram os vários escalões do clube um equipamento que, além de dormitório (dispõe de quatro quartos individuais, para os atletas que vivem fora do Porto), conta ainda com um gabinete médico, salas para reuniões e um espaço de estudo. 

"A formação é o grande alimento do nosso futebol e o Salgueiros tem hoje uma ferramenta para um crescimento sustentado", sublinhou o antigo internacional Hélder Postiga, atual diretor da Federação Portuguesa de Futebol.

"O que está a ser feito hoje aqui significa presente, futuro e história. O presente é a formação, o futuro assegurar essa formação e a história é aquilo que estamos aqui a presenciar hoje", disse, por sua vez, José Neves, presidente da Associação de Futebol do Porto.

"Estas instalações são o semear do futuro do Salgueiros", rematou Gil Almeida, presidente da Direção do Sport Comércio e Salgueiros", que mantém o sonho de ver o histórico emblema de regresso à I Liga. O caminho ainda pode ser longo, mas esta última época encurtou mais uma etapa, depois de o clube ver confirmada a subida da sua equipa sénior ao Campeonato de Portugal de Futebol.