Tame Impala e Gorillaz no cartaz do Primavera Sound 2021
04-02-2020
As bandas somam-se a Tyler, The Creator, FKA twigs, Bad Bunny, Beck e Doja Cat Beck como cabeças de cartaz da nona edição do festival.

Adiada a edição deste ano devido à pandemia, o NOS Primavera Sound antecipou a divulgação do cartaz da edição de 2021, marcada para os dias 10, 11 e 12 de junho, no Parque da Cidade do Porto. A maioria dos destaques transitam deste para o próximo ano -- Tyler, The Creator, FKA twigs, Beck, Bad Bunny ou King Krule -- e somam-se agora pesos-pesados como a norte-americana Doja Cat, sensação pop do momento, os australianos Tame Impala, ícones do pop psicadélico de massas, e os Gorillaz, banda de rock britânica criada em 1998 pelo líder dos Blur, Damon Albarn.  


Estes são apenas os nomes mais visíveis de um programa que, na sua maioria, replica o que deveria ter sido celebrado este ano, e que reúne 63 artistas de 21 nacionalidades, com o inimitável selo do Primavera Sound e com a aposta decidida em conjugar a tradição com o risco, os grandes nomes com os artistas de amanhã, os sons contemporâneos com os que explicam as últimas três décadas da música.


Mantêm-se no alinhamento nomes intemporais da música como Kim Gordon (ex-Sonic Youth) e Dinosaur Jr ou novas lendas em formação como os renascidos Chromatics, Cigarettes After Sex ou DIIV. Há também para ouvir o post-hardcore Jawbox, Jehnny Beth com a primeira encarnação a solo à margem de Savages, o trio OM, de Al Cisneros (vocalista e baixista dos Sleep), os nómadas do groove Khruangbin, a nostalgia de Helado Negro, a frescura das guitarras dos Rolling Blackouts Coastal Fever e, como sempre, a energia Shellac.


A espera prolongada, pelas causas conhecidas, ajudará a aumentar a exposição e o alcance de alguns artistas emergentes do cartaz. São os casos de Koffee, Georgia, Paloma MamiPenelope Isles ou black midi.


O hip-hip volta a marcar presença em força, com nomes como Earl Sweatshirt, Little Simz, Jamila Woods ou o trio espanhol formado por C. Tangana, Bad Gyal e Yung Beef, tal como a pop futurista, representada por Caroline Polachek, o duo 100gecsRina Sawayama, Mura Masa ou o brasileiro Pabllo Vittar


Como é habitual, o NOS Primavera Sound de 2021 apresenta também um contingente nacional, composto por Chico da Tina, David Bruno, Montanhas Azuis, Throes+The Shine ou Holy Nothing. Em português, mas do outro lado do Atlântico, chega o experiente Arnaldo Antunes, ex-membro dos Titãs e dos Tribalistas.


Quem quiser dançar, terá novamente à sua espera o universo paralelo do palco Primavera Bits, que terá como comandantes Avalon Emerson, Special Request de Paul Woolford, Aurora Halal, Octo Octa e Eris Drew, DJ Marcelle / Another Nice Mess, Sherelle e os locais DJ Firmeza, MVRIA e Arrogance Arrogance.


E não só de eletrónica se fará a festa. Como novidade do próximo ano, sons urbanos e latinos animarão a pista, com as sessões do pioneiro do reggaeton DJ Playero e pela união inédita entre Florentino, Kelman Duran e DJ Python, baptizados para a ocasião como Sangre Nueva.



INFORMAÇÃO SOBRE A VENDA E TROCA DE BILHETES


Todos os bilhetes adquiridos para o NOS Primavera Sound 2020 são válidos para a edição de 2021. Para isso, é obrigatório efectuar a troca do bilhete do NOS Primavera Sound 2020 por um bilhete válido para a edição de 2021. Esta troca deverá ser feita no ponto de venda onde foi adquirido, entre 18 de junho e 31 de dezembro de 2020, não tendo qualquer custo associado.


A partir das 12 horas de 18 de junho, ficam disponíveis nos locais habituais os passes gerais para o NOS Primavera Sound 2021. Para mais detalhes podem consultar a página oficial do festival.