Galeria Municipal reabre a 2 de junho e apresenta novo calendário de exposições
08-05-2020
A Galeria Municipal do Porto volta a abrir ao público no dia 2 de junho, seguindo as recomendações de lotação reduzida e distanciamento físico indicadas no comunicado do Conselho de Ministros de 30 de abril, relativas à abertura de museus, monumentos e palácios, galerias de arte e similares.
Para garantir a segurança dos visitantes e dos funcionários, o uso de máscara passa a ser obrigatório e o número máximo de visitantes em simultâneo será limitado a 20 pessoas no piso 0 e a 10 pessoas na mezzanine.

No sentido de assegurar a realização de todos os projetos expositivos anunciados em fevereiro, o calendário de exposições para 2020 e 2021 foi revisto pela equipa artística da Galeria em colaboração com todos os artistas, curadores e parceiros do programa.

É com "Máscaras (Masks)", com curadoria de João Laia e Valentinas Klimaauskas, e "Apesar de não estar, estou muito" de Diogo Jesus, com curadoria de João Ribas, que a Galeria Municipal reabrirá portas - exposições cuja data de inauguração estava prevista para 14 de março, mas que nunca chegaram a ser conhecidas pelo público.

Respeitando a diretriz do Conselho de Ministros que proíbe eventos ou ajuntamentos com mais de dez pessoas, a Galeria Municipal do Porto não realizará qualquer evento associado às inaugurações. As duas exposições poderão ser visitadas até ao dia 16 de agosto, dentro do horário de funcionamento habitual.

O adiamento das exposições acima mencionadas levou a um reagendamento de outros projetos planeados até agosto de 2021 e à necessidade de alargar o período de apresentação até 14 de novembro do mesmo ano. Só nessa altura a Galeria Municipal irá encerrar para renovação, ao contrário do que estava inicialmente previsto.

A exposição coletiva e retrospetiva "Anuário 19" será também retomada, podendo ser visitada entre 2 de junho e 19 de julho no Palácio das Artes - Fundação da Juventude. O projeto, integrado na atividade satélite da Galeria Municipal do Porto, esteve apenas uma semana aberto ao público.

O restante programa de exposições será apresentado nas seguintes datas:

- 12 de setembro a 15 de novembro de 2020
"Prémio Paulo Cunha e Silva" (2ª edição) e "Waves and Whirlpools" de Luís Lázaro Matos, com curadoria de Martha Kirszenbaum

- 5 de dezembro de 2020 a 14 de fevereiro de 2021
"Que Horas São Que Horas - uma galeria de histórias", com curadoria de José Maia, Paula Parente Pinto e Paulo Mendes e "Nets of Hyphae" de Diana Policarpo, com curadoria de Stefanie Hessler

- 13 de março a 16 de maio de 2021
"Pés de Barro", com curadoria de Chus Martínez e Filipa Ramos, e "Boy Meets Girl (Behind The Border)" de Inés Moldavsky, com curadoria de Guilherme Blanc

- 5 de junho a 15 de agosto de 2021
"Atravessar A Fronteira / Os Novos Babilónios: Porto", um projeto de Pedro G. Romero, e "Pandemic" de Filipe Marques, com curadoria de Isabeli Santiago e Juan Luis Toboso

- 11 de setembro a 14 de novembro de 2021
Exposição vencedora do concurso EXPO'98 NO PORTO (2.ª parte do projeto concursal) e "A Hora Antes Do Pôr Do Sol" de Milena Bonilla, com curadoria de Juan Luis Toboso

Todas as informações referentes à programação podem ser consultadas no website da Galeria Municipal do Porto.