Fórum do Futuro não se realiza em 2020 mas terá uma edição em livro
28-07-2020
Devido às atuais circunstâncias relacionadas com a pandemia, o evento que se realiza anualmente no mês de novembro não acontecerá este ano. Por sugestão da equipa curatorial, a 7.ª edição do projeto será assinalada com a publicação de um livro, a ser lançado até final do ano.

Pela primeira vez desde que foi criado em 2014, o Fórum do Futuro não acontecerá este ano. As circunstâncias atuais relacionadas com a pandemia impossibilitam a concretização do programa de debates e performances delineado pela equipa de curadores para esta edição. Como tal, o Município do Porto decidiu cancelar aquela que seria a 7.ª edição do projeto.


Por sugestão da equipa curatorial, composta por Guilherme Blanc, Diretor do Departamento de Arte Contemporânea e Cinema da Ágora, e por três curadores convidados - a investigadora Filipa Ramos, a artista multidisciplinar Jenna Sutela e o escritor Shumon Basar - o Fórum do Futuro 2020 vai transformar-se num livro.


A publicação partirá parcialmente do tema que sido já anunciado para o Fórum do Futuro 2020: uma reflexão sobre cosmogonias, e a forma como diversos entendimentos sobre o conhecimento do cosmos definem práticas artísticas e científicas contemporâneas; relacionando-a, todavia, com a forma como o mundo mudou ao longo dos últimos meses.


O contexto de pandemia de Covid-19, que implica enormes limitações à circulação e reunião de pessoas, impôs à equipa de curadores uma ponderação sobre a exequibilidade de um programa que envolvia a deslocação de convidados vindos de diversos países e continentes, alguns dos quais particularmente afetados pelo vírus, e que cancelaram a sua participação.


A proposta de realizar um livro, em alternativa à transformação do Fórum do Futuro num projeto online, partiu de uma reflexão da equipa artística relativamente às formas como, num contexto pandémico e pós-pandémico, o conhecimento tem vindo a circular, determinados canais de disseminação de conhecimento se têm tornado mais efémeros, e as plataformas discursivas têm assistido a uma sobredigitalização. Proposta esta que foi bem aceite pelo Presidente da Câmara, que tutela o projeto.

Desta forma, decidiu-se desenvolver um projeto editorial que comissariará ensaios escritos e visuais, bem como conversas e entrevistas, e que contará com contributos de importantes figuras que se destacam em diversas áreas, desde a arte contemporânea à ciência. Com o objetivo de preservar o espírito de envolvimento de públicos locais, a publicação contará ainda com entrevistas realizadas por grupos de investigadores e estudantes de várias instituições da cidade a alguns dos convidados que contribuirão para a publicação. 

O livro será lançado até ao final do ano, distribuído gratuitamente a nível local e de forma não gratuita a nível nacional e internacionalmente, numa parceria com a editora alemã BOM DIA BOA TARDE BOA NOITE.